Alternativas para adquirir experiência como programador



Olá, pessoal!

Hoje o post será um pouco diferente pois pretendo passar umas dicas para quem está começando agora na área de desenvolvimento, ou está mudando de carreira, mas não está conseguindo colocação no mercado pois praticamente todas as vagas de emprego são voltadas para programadores Pleno e Sênior.
Então, por muitas vezes, isso acaba gerando uma frustração muito grande na gente e acabamos por aceitar vagas de emprego em áreas que não queríamos trabalhar na TI, ou até mesmo fora dela.

Então, devido ao fato de ver muitos desenvolvedores perguntando como faz para adquirir experiência ou até trabalhando em estágios mal (ou sequer) remunerados, e até com memes surgindo aí aos montes, como esse abaixo, que decidi demonstrar os meios pelos quais se dá para conseguir obter experiência mesmo sem um emprego fixo ou um trabalho freelancer.



Então, Flávio, como obter experiência, mostrar trabalho, mostrar para o mercado que eu realmente manjo do assunto e estou pronto para essa ou aquela vaga de emprego?

1 - Não pare no tempo!

Bom, a primeira dica que gostaria de dar é a de que o desenvolvedor não pode ficar parado no tempo. Sim, eu sei que é muito difícil conseguir acompanhar  todas as novas tecnologias ou todos os novos Frameworks Javascript que saem todos os dias, todas as horas, minutos, etc. Nossa área tem essa natureza de que as coisas tem que acontecer muito rápido e tudo acontece dessa forma. Você vai pesquisar um tutorial de algo que deseja aprender e se ele tiver mais do que 6 meses de escrito talvez nem sirva mais.

Mas existem alternativas a isso. Eu, por exemplo, uso muito o recurso de criar listas no Twitter. Funciona assim: você cria uma lista personalizada para adicionar perfis de usuários que comentam sobre um determinado assunto e daí adiciona aqueles usuários da rede social àquela lista, logo, toda vez que você quiser se informar sobre algo novo, basta abrir a lista e verificar as postagens dos perfis.

Outra ideia é seguir determinados projetos e usuários no Github, isso também é algo que ajuda muito pois sempre que tem novidade naquele projeto Open Source, você recebe uma notificação no seu E-mail. Também dá para seguir usuários e grupos no Medium e ver as últimas postagens de autores específicos, que muitas vezes você conheceu no Twitter.

2 - Trabalhe sua presença online

Outra atitude importante do desenvolvedor é trabalhar na sua presença online. Então, se você ainda não fez o seu site ou até mesmo um blog como esse, ta esperando o quê? E nem sempre é preciso escrever sobre tecnologia em si ou trazer tutoriais e tal, mesmo que o assunto principal não seja desenvolvimento, um blog e um site pessoal te ajudam a construir sua marca e, consequentemente, a te divulgar.

Além do mais, seu site e blog vão acrescentar mais ainda ao teu portfólio.

3 - Construa projetos pessoais e os divulgue

Outra dica muito importante, e essa realmente pode te ajudar a conseguir trabalho mais fácil, é você criar, desenvolver projetos, mesmo que os que sejam apresentados em cursos como os da Udemy, Udacity, Rocket Seat, Devpleno, ou até mesmo no YouTube (E tem centenas lá). Não assista ao curso, crie o projeto e deixe ele engavetado isso é um ERRO! Repito: isso é um ERRO tremendo e que muitas pessoas fazem.

Os projetos passados no cursos, mesmo os mais simples, devem estar, ao menos, no seu GitHub. Mas, de preferência utilize serviços como o Firebase Hosting, AWS ou Heroku para postar seus trampos online. Esses serviços que citei tem planos gratuitos onde você pode hospedar seus projetos todos lá sem limites. Isso é uma coisa que você pode adicionar numa página no seu site e colocar no seu currículo pois mesmo sendo projetos para estudo, eles te deram alguma experiência, entende? E, caso você precise obter alguma informação para outro projeto similar, é só dar uma olhada no código que você fez quando estava estudando.

E, só para finalizar, procure também por projetos sociais como ONGs que, muitas vezes, não têm sequer um site para divulgar seus trabalhos. Trabalho voluntário ajuda muito no currículo, acredite, as empresas olham muito isso.

4 - Contribua para projetos Open Source 

Caso você se sinta seguro para desenvolver mas esteja sem ideias para criar coisas novas, procure algum projeto que você goste e ajude-o com correção de bugs, documentação, testes, etc. Isso também te ajuda a manter atualizado e ocupado adquirindo mais experiência. E, quando as empresas forem verificar seu GitHub, elas vão ver lá que você não está parado e está sempre trabalhando.

5 - Participe da Comunidade (Eventos, Palestras, Fóruns)

Outra coisa que te ajuda a aumentar teu Networking e te abrir a mente é participar de eventos de desenvolvimento, Meetups, etc. E eles acontecem em praticamente todos os lugares e cidades do país. Com certeza tem algum essa semana na cidade em que você mora ou ao menos perto dela. Se cadastra no Meetup.com e procura que com certeza vai ter algum que te agrade e não deixe de ir!

Também se inscreva para palestrar nesses eventos que isso acrescenta muito à sua carreira e você pode acabar sendo visto por alguém de alguma empresa que pode lhe fazer uma proposta de emprego.

Bem, essas são as minhas dicas por hoje. Caso você tenha mais alguma ideia, não deixe de usar a área de comentários!

Valeu!

Desenvolvedor apaixonado por tecnologia e também por Games, Filmes e Séries. Ah, e One Piece! :D

flavioflima.com

Próximo
«Anterior
Anterior
Próximo Post »
1 Komentar